Links de Acesso

Mário Soares: Líderes brasileiros lembram o estadista e lutador pela liberdade


Mário Soares

Presidente Michel Temer vai ao funeral de Soares.

O Presidente brasileiro vai participar nos funerais do antigo estadista Mário Soares a acontecer na terça-feira, 10.

Os antigos presidentes Fernando Henrique Cardoso e Lula da Silva divulgaram mensagens em que destacam a figura de Soares.

O anúncio de Michel Temer de que vai a Portugal aumentou ainda mais as críticas de que tem sido alvo por não se ter deslocado a nenhum dos Estados, Amazonas e Roraima, onde duas chacinas em prisões provocaram a morte de 93 pessoas.

Michel Temer, Presidente brasileiro
Michel Temer, Presidente brasileiro

Após a notícia da morte de Soares ontem, Michel Temer divulgou uma mensagem.

"Recebi com tristeza a notícia da morte de Mário Soares, figura-chave do Portugal moderno, amigo do Brasil. O mundo perde um estadista e um defensor da democracia e da liberdade. Meus sentimentos à família e ao povo português", disse o comunicado da Presidência.

Quem também reagiu imediatamente, foi o antigo Presidente Lula da Silva através da sua página no Facebook.

Lula da Silva, antigo Presidente brasileiro
Lula da Silva, antigo Presidente brasileiro

"Mário Soares foi um dos grandes homens públicos do século XX, não só de Portugal, mas da Europa e do mundo, um homem comprometido durante toda a sua vida com os ideias do socialismo democrático e a construção de um mundo mais justo", escreveu.

Lula da Silva lembrou a luta pela liberdade do político português, que se posicionou contra o fascismo e contra a ditadura em Portugal.

O também antigo Presidente brasileiro e amigo pessoal de Soares, Fernando Henrique Cardoso, publicou neste domingo, 8, um artigo no jornal o Globo no qual diz que “Mário Soares foi grande”.

Fernando Henrique Cardoso, antigo Presidente brasileiro
Fernando Henrique Cardoso, antigo Presidente brasileiro

“Portugal perde o líder inspirador que ajudou o país a sair do obscurantismo político para entrar no mundo da democracia e das liberdades. Socialista, Mário compreendeu os desafios contemporâneos: foi europeísta convicto e nunca trocou as bandeiras social-democratas pelas do fundamentalismo de mercado”, escreveu Cardoso, lembrando as muitas visitas e encontros com o antigo Presidente português.

“Homem do mundo e humanista, foi a vida toda um militante. Com o mesmo entusiasmo com que combateu o salazarismo opôs-se ao colonialismo na África e ao autoritarismo no Brasil”, considerou Fernando Henrique Cardoso, lembrando a “honra” de ter discursado no seu 90o. aniversário.

XS
SM
MD
LG