Links de Acesso

Manifestantes barricados em universidade de Hong Kong lançam flechas contra a polícia


Manifestantes em Hong Kong com flechas

Neste domingo, 17 de Novembro, manifestantes de Hong Kong dispararam flechas e lançaram bombas de gasolina de uma universidade, onde estão barricados, contra a polícia que disparou gás lacrimogóneo e canhões de água em algumas das piores cenas de violências na cidade governada pela China desde que surgiram distúrbios anti-governamentais há cinco meses.

Vários manifestantes assumiram posições nos telhados da Universidade Politécnica de Hong Kong, armados com arcos e flechas, enquanto a agitação se espalhava pelo distrito central de Kowloon, no território.

A polícia disparou gás lacrimogóneo para tentar interromper os protestos na Nathan Road, uma importante via no distrito de Mong Kok, em Kowloon, que estava cheia de tijolos soltos, e no distrito de Yau Ma Tei, onde o lançamento de gás abriu temporariamente as ruas. Os confrontosintensificaram-se durante a noite.

"Os manifestantes continuam a lançar objectos duros e bombas de gasolina contra a polícia", afirmou a polícia em comunicado. "A polícia alerta que as actividades violentas na Universidade Politécnica de Hong Kong aumentaram para tumultos".

Os manifestantes estão revoltados com a intromissão do Partido Comunista no território, cujas liberdades foram garantidas quando voltouao domínio chinês em 1997. Pequim nega interferências e culpou influências estrangeiras pelos distúrbios.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG