Links de Acesso

Malanje: Polícia encerra 24 casas de comercialização de diamantes


Seis pessoas presas

Seis pessoas foram presas em operações em Malanje contra o tráfico ilegal de diamantes e imigração ilegal.

A Polícia encerrou também 24 casas de comercialização de diamantes em Malanje e recuperaram meios utilizados na exploração e tráfico ilícito das pedras preciosas no âmbito da "Operação Transparência".

O porta-voz do programa do governo que visa acabar o imigração ilegal e a usurpação das riquezas do país, comissário António José Bernardo, disse que existem cidadãos nacionais que dão guarida a ilegais.

Duas cooperativas de exploração artesanal de diamantes nas localidades de Mukuixe e Quitaxe, no município de Mussende, província da Cuanza Sul, foram inspeccionadas pelos membros das equipas criadas.

Cinco cidadãos estrangeiros provavelmente da República Democrática do Congoe um nacional foram detidos pela prática de exploração ilícita de diamantes na operação que completa 6 dias desde o lançamento na semana passada.

Os exploradores ilegais dizem terem a documentação em dia.

O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, general Pedro Sebastião, esteve nesta cidade nos últimos dias a acompanhar os grau de evolução das fases da Operação Transparência.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG