Links de Acesso

Malanje: Aumentam casos de SIDA entre crianças e grávidas


O aumento de casos de transmissão do VIH de mãe para filho preocupa as autoridades sanitárias de Malanje, que registaram a morte de duas crianças com VIH/SIDA no primeiro semestre deste ano.

A supervisora provincial do Programa de Luta contra o SIDA do Gabinete Provincial da Saúde, Maria Luciano Dala Kicuxi Futa, disse que em 2018 “tivemos um total de 116 crianças, já em 2019 de janeiro a Julho estamos com 253 (seropositivas)”.

Maria Futa supervisora provincial do HIV SIDA
Maria Futa supervisora provincial do HIV SIDA

“Em relação às gestantes em 2018 tivemos 74 casos, em 2019 estamos com 136 gestantes", acrescentou

As crianças infectadas são de mães que nunca fizeram o teste até ao diagnostico da patologia.

Catorze adultos seropositivos morreram desde o principio deste ano, numa altura em que o programa acompanha segue 3.348 pacientes.

Em 2018 foram testadas 10.467 mulheres grávidas e este ano 2019 de Janeiro a Julho deste ano dos 11.342 testes.

Os municípios do Quela e Malanje são considerados os mais endémicos.

O director do Gabinete Provincial da Saúde, Avantino Sebastião, disse que a pré-disposição dos quadros do sector contribuirá para a redução do número de casos de transmissão da doença de mãe para filho.

"A responsabilidade é dos profissionais, de todos os funcionários do sector garantir o teste, tratamento e acompanhamento da mãe e da criança, assim como também é responsabilidade de todos os presentes serem promotores, sensibilizarem a comunidade a aderirem esta campanha", disse.

O primeiro caso de VIH/SIDA em Malanje foi identificado em Dezembro de 1988, três anos depois ter sido diagnosticado o primeiro caso em Angola, em 1985.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG