Links de Acesso

Mais uma vítima mortal do ébola na Rep. Dem. do Congo


Funcionários de saúde usam fatos protectores num centro de tratamento em Bikoro, Rep. Dem. do Congo, 13 de Maio, 2018.

O ministério da Saúde confirmou a morte de mais uma pessoa, devido ao ébola na República Democrática do Congo, aumentando para 12 o número de vítimas mortais.

O caso ocorreu em Iboko, uma área rural da província de Équateur, onde o ministério da Saúde diz haver quatro novos casos suspeitos da doença.

O Congo democrático tem agora 35 novos casos confirmados de ébola.

A vacinação contra o ébola deverá começar nesta segunda-feira, 28 de Maio, em Bikoro e Iboko, na província de Équateur.

O vírus mortal do ébola voltou a "atacar", agora na República Democrática do Congo
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:07 0:00

A campanha de vacinação já está em curso em Mbandaka, capital da província, que tem pelo menos um milhão e duzentas mil pessoas. Mbandaka é atravessada pelo rio Congo, que percorre mais duas províncias Alto Congo e Maniema. Foram confirmados quatro casos de ébola em Mbandaka.

Cerca de cem funcionários de saúde já foram vacinados, devido ao alto risco que correm de contrair o vírus, cujo contágio é através do contacto com fluídos corporais de doentes e de cadáveres.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as próximas semanas serão cruciais para determinar se o surto pode ser controlado.

A OMS diz que está a acelerar os esforços com os nove países vizinhos para tentar prevenir o surto de chegar até eles, dizendo que o risco regional é alto.

Este é o nono surto de ébola na República Democrática do Congo desde 1976, quando a febre hemorrágica foi identificada pela primeira vez.

Não há tratamento específico para o ébola. Os sintomas incluem febre, vómitos, diarreia, dores musculares e às vezes hemorragia interna e externa. O vírus pode ser fatal em 90 porcento dos casos, dependendo da estirpe.

Angola, Zâmbia, Tanzânia, Burundi, Rwanda, Uganda, Sudão do Sul, República do Congo e República Centro-Africana fazem fronteira com a República Democrática do Congo.

Marimba e Massango rotas iminentes para a entrada do ébola em Angola
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:59 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG