Links de Acesso

Mais de 800 empresas moçambicanas reportam prejuízos por causa da Covid-19


Ministério do Trabalho de Moçambique. Cidade de Maputo

Mais de 800 empresas moçambicanas comunicaram ao Governo prejuízos e, pelo menos, 39 mil trabalhadores viram os seus contratos suspensos, em resultado das medidas contra o novo coronavirus.

Mais de 800 empresas moçambicanas reportam prejuízos por causa da Covid-19
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:26 0:00

“Temos 823 empresas com suspensão de contratos de trabalho, temos 144 em férias coletivas, 18 com encerramento definitivo, 96 no sistema de rotatividade, 16 em teletrabalho e 25 com redução dos trabalhadores”, disse a Ministra do Trabalho, Margarida Talapa.

Talapa disse que os trabalhadores com contratos suspensos serão pagos em conformidade com o artigo 123 da Lei de Trabalho, que “prevê o pagamento dos salários em 75%, no primeiro mês; 50 %, no segundo; e 25% no terceiro”.

“A nossa grande preocupação é o que será depois do terceiro mês”, disse Talapa.

Para a Confederação das Associações Económicas (CTA) a situação é preocupante no sector da indústria extrativa, disse Chivambo Mamadhusen, do pelouro dos recursos minerais, hidrocarbonetos e energia.

“Até ao momento, 32% das empresas associadas às indústrias extrativas registam uma redução de 100%, portanto empresas em fase de falência; 59% dessas empresas teve uma redução a 50% no seu volume de negócios”, disse Mamadhusen.

Face ao cenário, o economista Caldas Chemane disse que o Governo deve adoptar medidas claras, que podem incluir o apoio alimentar aos trabalhadores afetados.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG