Links de Acesso

Mais cinco mortos no norte de Moçambique


Pemba volta a ser atacada

Grupo apelidado de "Al-Shabaab" queimou 160 casas no distrito de Afunji

Um ataque de um grupo que se diz de inspiração islâmica fez cinco mortos e destruiu 120 casas às 23 horas de sábado, 23, na aldeia de Maganja, posto administrativo de Afunji, distrito de Palma, na província moçambicana de Cabo Delegado.

Fontes da VOA confirmaram que o ataque ocorre quatro dias após um outro ter morto sete pessoas e destruído 160 casas em Macomia, a quase 250 quilómetros de Palma.

"Os 'al-shabaab' mataram cinco pessoas na aldeia", precisou neste domingo à VOA um enfermeiro local que se identificou por Adrissa, afiançando que "ainda não se conhece o número de feridos pelo incêndio das casas".

As autoridades ainda não se pronunciaram sobre o novo ataque, que coloca em causa os esforços das Forças de Defesa e Segurança (FDS) na protecção da população, depois de um reforço do efectivo este mês com a visita do ministro do interior.

Este é o quinto ataque a aldeias do norte de Cabo Delgado só neste mês de Junho, perfazendo um total de 25 mortos e mais de 400 casas incendiadas.

O Governo de Cabo Delgado decretou recolher obrigatório a partir das 21 horas, quando os militares armados ocupam posições estratégicas da vila-sede.

Recorde-se que desde Outubro a província tem sofrido ataques por homens que os moradores apelidam de “al-shabaab”, mas que, aparentemente, não têm qualquer ligação com o grupo radical islâmico que actua na Somália.

Desde então mais de 50 pessoas mortos e centenas de casas foram destruídas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG