Links de Acesso

MADEM-G15 acusa escritório da ONU em Bissau de apoiar candidato do PAIGC


Organização suspende encontro prevista com líderes tradicionais

A Missão Integrada da ONU para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (Uniogbis) adiou um encontro com cerca de 120 lideres tradicionais sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável previsto para realizar-se nesta quinta-feira, 5, na capital do país, alegando o "período sensível" que o país atravessa.

A decisão, no entanto, surge depois de ontem o Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), que apoia o candidato presidencial Umaro Sissoco Embaló, classificar o encontro como um “frete político" a favor de Domingos Simões Pereira, apoiado pelo PAIGC.

"O Madem-G15 chama a atenção da Uniogbis em geral e da representante do secretário-geral da ONU na Guiné-Bissau, em particular, pelas consequências e derrapagens que possam advir desta manobra de frete político ao PAIGC e do seu candidato de convocar líderes de opinião para uma reunião estranha, numa altura em que a Guiné-Bissau se prepara para a segunda volta das eleições presidenciais", diz a nota do MADEM-G15, que "reserva-se ao direito de participar" junto do secretário-geral da ONU, em Nova Iorque, o que considera ser o "comportamento estranho e parcial da sua representação em Bissau".

A eleição presidencial realiza-se a 29 de Dezembro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG