Links de Acesso

Médicos no Zimbabué em greve denunciam ameaças de morte


Eles exigem melhores condiçoes de trabalho

Médicos em greve no Zimbabué denunciaram nesta quarta-feira, 18, ter recebido ameaças de morte por parte de agentes de segurança do Estado, depois de a polícia ter impedido mais um protesto contra o desaparecimento do presidente da Associação de Médicos do Hospital do Zimbábué, Peter Magombeyi, no passado sábado, 14.

Edric Nhema, secretário-geral do Sindicato dos Enfermeiros e que fazia parte da equipade negociação salarial com Magombeyi, revelou que antes da marcha ele havia recebido ameaças de morte de pessoas desconhecidas.

"As provas das ameaças estão disponíveis em mensagens de áudio e texto", lê-se num documento entregue às autoridades.

A polícia recusou comentar as acusações.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG