Links de Acesso

Advogada da associação foi presa e condenada a dois meses de prisão com pena suspensa quando tentava defender um cliente

A Associação Mãos Livres em Angola diz que vai processar agentes da polícia e uma juíza por prisão ilegal e maus-tratos contra a advogada dos seus escritórios.

Mónica Domingos foi presa e julgada sumariamente quando tentava assistir um cliente e condenada a dois meses de prisão com pena suspensa e o pagamento de multa de 100 mil kwanzas

Mãos Livres vai levar a tribunal juíza e polícias - 2:07
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:07 0:00

Tudo começou quando na primeira semana deste mês Mónica Domingos, advogada da organização, foi chamada a prestar assistência a um cliente.

Ela foi detida por agentes do Serviço de Investigação Criminal (SIC) e levada, depois de sofrer maus-tratos, para uma esquadra policial, denunciou a organização.

Depois de cinco dias de um julgamento sumário no Tribunal da Ingombota, Mónica Domingos foi condenada a dois meses de prisão suspensa e pagamento de uma multa de 100 mil kwanzas.

A Associação Mãos Livres diz que tanto a prisão como o julgamento de sua advogada foram ilegais e por isso, garante David Mendes, "vai processar a juíza da causa e os agentes do SIC que prenderam a advogada.

Por outro lado, Salvador Freire, também da associação afirmou que a perseguição que eram vítimas os seus membros na era José de Eduardo dos Santos continuam durante o consulado de João Lourenço.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG