Links de Acesso

Mães denunciam "gasosa" para acesso a vagas no sistema de ensino em Angola


Faltam salas de aulas

Sindicato prefere falar em falta de infraestruturas

Milhares de alunos poderão ficar este ano fora do sistema de ensino em Angola porque o crescimento da população não foi acompanhado do aumento das infraestruturas de ensino.

O ano lectivo começa a 21 de Fevereiro e estão escritos cerca de 10 milhões e 500 mil estudantes.

O Sindicato dos Professores (Sinprof) diz que alunos que terminam o ciclo primário não encontram vagas no ensino secundário.

Pais e encarregados denunciam que na maioria das vezes só há vaga quando há dinheiro.

Falta de escolas leva a subornos para matriculas em Luanda - 2:16
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:16 0:00

Linda Kanama, vendedora ambulante de 32 anos de idade e mãe de cinco filhos, diz que a sua primeira filha tem 13 anos e deve frequentar a 8ª. classe, o que não será possível por não ter dinheiro para pagar por uma vaga numa das escolas públicas.

“Nem sei o que vou fazer sem dinheiro”, lamenta Kanama, que é viúva, e que apela o Presidente da República para criação de mais salas de aulas.

“Que crie mais salas de aulas, nós pagamos as escolas com o dinheiro da zunga e não nos deixam vender”, sublinha.

Para Doroteia Diogo Albano, mãe de oito filhos com dois petizes com idade escolar para a segunda e terceira classes, diz que “nas escolas do Estado só existem vagas com dinheiro na mão”.

Entretanto, Guilherme Silva, presidente do Sinprof, afirma desconhecer a existência de professores envolvidos em venda de vagas, mas apela os pais e encarregados de educação “a denunciarem tal prática”.

Silva diz que a falta de vagas está relacionada com“o problema da falta de vagas”.

O ano lectivo em Angola tem início no próximo dia 21 e estão matriculados 10,5 milhões de estudantes no ensino geral, um aumento de 6 por cento.

O director do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento de Educação, Manuel Afonso, acrescentou que daquele total, 875.723 crianças vão frequentar o pré-primário, 6.597.063 o primário, 932.412 o primeiro Ciclo do Ensino Secundário e 1.103.217 o segundo ciclo.

O sistema escolar tem 97.459 salas de aulas e 206.624 professores.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG