Links de Acesso

Líderes evangélicos protestam em Luanda no sábado


Cerca de 500 igrejas foram fechadas em menos de um mês

Ordem de Pastores Evangélicos de Angola quer defender a liberdade religiosa

Líderes de igrejas evangélicas manifestam-se no sábado, 1 de Dezembro, em Luanda, contra o decreto governamental que extingue as plataformas ecuménicas.

Igrejas manifestam-se em Luanda - 2:14
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:14 0:00

O protesto é liderado pela Ordem de Pastores Evangélicos de Angola (OPEA) que garante estar tudo pronto para sábado.

Após a extinção das seis plataformas ecuménicas em Angola, o Executivo lançou a “Operação Resgate”, que já levou ao encerramento de cerca de 500 igrejas em todo país.

A maior parte delas, cerca de 200, foi encerrada em Cabinda.

Lubrado Vicente, da Comissão Técnica da OPEA, diz que a manifestação terá a presença de fiéis da maioria das confissões religiões encerradas e visa apelar à liberdade religiosa, que, para ele, está em risco.

“Já recorremos, escrevemos a todos os grupos parlamentares escrevemos ao Presidente da República e não temos nenhuma resposta, o que nos resta é ir para a rua com uma multidão para protestarmos contra a medida do Governo”, garante Vicente.

O também porta-voz da marcha que começa às 8 horas no Cemitério do Santana, afirma que as autoridades policiais “garantem a segurança para os manifestantes”.

A OPEA reitera não ter sido consultada pelo Governo no processo de reforma da nova lei para a legalização das igrejas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG