Links de Acesso

Líderes do Senado e da Câmara do Representantes nos Estados Unidos têm casas vandalizadas


Nancy Pelosi (esq) e Mitch McConnell (dir) (Foto de Arquivo)

Frases e objectos criticam chumbo da ajuda de dois mil dólares pelo Senado

As casas do líder da maioria republicana no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell, e da presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, foram vandalizadas no sábado, 2, num aparente sinal de protesto pela não aprovação da ajuda financeira de dois mil dólares pelo Congresso.

Na porta principal e na janela da casa de McConnel em Lousville, no Estado de Kentucky, foram escritas as frases "Onde está meu dinheiro" e "Mitch mata os pobres", em referência ao facto de o líder republicano e seus aliados no Senado terem votado contra a proposta apresentada pela Câmara dos Representantes, controlada pelos democratas, e com o apoio do Presidente Donald Trump.

Em São Francisco, apesar de ter votado a favor da ajuda, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, encontrou em frente da sua casa uma cabeça de porco e sangue falso, com a inscrição $2K, em referência a dois mil dólares.

Também foram escritas as frases "Cancelem as rendas" e "Queremos tudo".

A polícia local está a tentar encontrar os autores dos incidentes.

Numa reação, o senador Mitch McConnell classificou o acto como "birra radical" e disse que "o vandalismo e a política do medo não têm lugar na nossa sociedade".

Houve protestos ontem, 2, em frente à casa de McConnel.

O plano de ajuda financeira de 900 mil milhões de dólares foi aprovado pelo Congresso e assinado pelo Presidente Trump que, no entanto, classificou de "vergonha" o valor de 600 dólares destinado aos americanos que ganham até 75 mil dólares anuais e pediu um aumento para dois mil dólares.

Na Câmara dos Representantes, os democratas, com apoio de vários republicanos, aprovaram uma nova ajuda de dois mil dólares, mas o Senado, controlado por republicanos, chumbou a proposta.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG