Links de Acesso

Justiça suspende assembleia da Federação São-tomense de Futebol


Em causa eleição do novo presidente

Supremo Tribunal de Justiça dá ao órgão 30 dias para realizar as eleições

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de São Tomé e Príncipe suspendeu a assembleia da federação de futebol do país, marcada para esta sexta-feira, 18, e que devia eleger uma nova direcção.

O STJ deu assim provimento a uma providência cautelar apresentada pela candidatura de Idalécio Pachire, que defendia que "a convocatória escrita deverá ser enviada pelo menos 30 dias antes da assembleia Geral” , o que não aconteceu, revela a agência de notícias STP-Press.

O conflito eleitoral surgiu com a decisão da Comissão ad hoc da Federação São-tomense de Futebol (FSF)de chumbar as candidaturas de Idalécio Pachire e Jocy Barros por alegadas irregularidades e de aprovar a do presidente cessante, Nino Monteiro.

As duas candidaturas rejeitadas acusaram a FSF de ter desrespeitado os estatutos a favor ao actual presidente.

A Federação tem agora um prazo de 30 dias para realizar as eleições.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG