Links de Acesso

Orgãos comunitários de comunicação social acusam autoridades angolanas de impedir debate


Promotores de órgãos comunitários de comunicação social em Angola, Luanda

Angola é o único país africano de língua portuguesa sem rádios comunitárias.

Um grupo de líderes de órgãos comunitários de comunicação social diz que o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) de Angola impediu a realização de um colóquio que visava reflectir sobre o reconhecimento daqueles meios em Angola.

“O colóquio, que foi cancelado no dia 9 deste mês, tinha como tema a importância da mídia alternativa em Angola. Eles nos disseram que não podem realizar, porque são órgãos ilegais e nos remeteram a um encontro esta segunda-feira”, afirma Capita Inga, porta-voz do grupo.

Angola é o único país africano de língua portuguesa sem rádios comunitárias.

Teixeira Cândido, secretário Ggeral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos afirma que “o factor politico está na base do não surgimento de mais órgãos de comunicação social”.

“Ainda existe um sentimento de ameaça contra jornalistas angolanos” acrescenta.

A VOA contactou sem sucesso o director nacional de Informação e Comunicação Institucional do MINTTICS, António de Sousa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG