Links de Acesso

Jovem angolano conta como obteve trajetória de sucesso académico


Issau Agostinho, Doutor (Ph.d) em Estudos Políticos

"Quando alguém acredita no seu potencial tudo pode acontecer," disse Doutor Issau Agostinho.

O cientista político Issau Agostinho é natural do Saurimo, Lunda Sul, mas reside na Itália desde 2011, quando foi fazer o seu mestrado em Relações Internacionais na Universidade de Roma La Sapienza. Em 2017 tornou-se Doutor (Ph.d) em Estudos Políticos pela mesma universidade, e neste semestre está nos Estados Unidos para obter uma formação de alto nível em marketing internacional e gestão de negócios. Em entrevista à Voz da América, ele comentou a sua trajetória académica, bem como a importância de se ter acesso a uma educação de qualidade e a bolsas de estudo.

Agostinho contou que fez o ensino médio no ICRA (Instituto de Ciências Religiosas de Angola) e lembrou que havia lá vários docentes com PhD, bem como com experiência de formação no estrangeiro.

“A cogitação para um estudo a sério, um estudo aprofundado, começou exatamente no ICRA porque também tivemos docentes de alto gabarito ”.

A licenciatura foi feita no IRI MIREX (Instituto de Relações do Ministério das Relações Exteriores de Angola) e ajudou a formar a base de que ele precisava para continuar a sua educação académica.

“Os cartesianos dizem: o que se pensa se concretiza. O meu percurso académico foi fruto dessa reflexão, dessa decisão para seguir uma carreira académica no âmbito das relações internacionais”.

Agostinho explicou que sempre se dedicou bastante aos estudos.

“Graças a Deus pelo desempenho que sempre tive, quer no ICRA quer no IRI MIREX, sempre estive entre os top 4 dos melhores estudantes destas instituições.”

Domínio de outros idiomas

O cientista politico disse que é fundamental ter o domínio de várias línguas ou, pelo menos, da língua do país onde se quer estudar para que se possa ter uma carreira de sucesso. Ele, por exemplo, fala o tchokwé, o italiano, o francês e o inglês.

“Minha mãe é poliglota. Fala francês, swahili, tchokwé e português. E isso motivou-me também em parte a abraçar a carreira das relações internacionais, e em parte também a ter o domínio das línguas internacionais.”

Custo dos estudos no estrangeiro

Estudar custa caro, mas estudar no estrangeiro pode parecer às vezes impossível quando descobrimos os custos com a moradia, com os livros e o valor das propinas.

“Eu sou de uma família pobre e não tenho vergonha de dizer. Mas tenho uma riqueza interior, que é a determinação de decidir os meus sonhos. Eu acredito na lei da atratividade e numa frase que um professor me disse: quem se dedica tem sempre o seu esforço recompensado. E então por via do meu esforço intelectual sempre tive notas muito boas que me facilitaram a ter bolsas de estudo. Eu venho estudando com bolsa de estudo desde o ensino médio."

Estudar nos Estados Unidos

Embora Issau Agostinho, Doutor em Estudos Políticos, já tenha atingido o mais alto título académico, ele está neste semestre a estudar na Filadélfia.

"O que me trouxe para os Estados Unidos é para seguir uma formação de alto nível sobre marketing internacional e gestão de negócios"

Segundo Agostinho, é fundamental que se entenda o marketing, porque os mercados globais comerciais estão muito interligados e a competição é ferrenha.

Além disso, ele quer entender como o marketing pode ser uma ferramenta de politica externa dos Estados.

“O marketing, ou a propaganda é um instrumento fundamental para a execução de uma política externa, mas também para a perseguição dos seus interesses."

Confira a entrevista com o Doutor Issau Agostinho para saber mais sobre as bolsas de estudo e qual o conselho que ele tem para os jovens.

Entrevista com Issau Agostinho
please wait

No media source currently available

0:00 0:12:43 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG