Links de Acesso

José Sanches desiste de concorrer à liderança do PAICV e denuncia "farsa"


Janira Hopffer Almada, presidente e candidata, alvo das críticas

A menos de três semanas da eleição do novo presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), principal partido da oposição, o pré-candidato José Sanches desistiu da corrida à liderança com duras criticas à direcção de Janira Hopher Almada, que já formalizou a sua candidatura à sua própria sucessão.

O também deputado s disse que o processo eleitoral foi viciado e cozinhado a favor da lista adversaria.

"Por este motivo e para não participar numa farsa e num processo claramente anti-democrático, desisti de concorrer às directas, mas nunca desistirei de lutar para que o PAICV volte a ser um partido aberto ao dialogo, inclusivo, de causas e ganhador", afirmou Sanches.

A candidatura de José Sanches disse ter feito várias tentativas para dialogar com Hoppfer Almada para a construção de pontes e melhores mecanismos para que o processo decorresse de forma transparente e sem sobressaltos, mas "a direcção do partido sempre negou o diálogo e o fornecimento de informações".

O analista político António Ludgero Correia considera que a desistência de Sanches era previsível, uma vez que, em seu entender, José Sanches "ainda não reúne as condições necessárias para enfrentar Janira Almada" nas directas do PAICV e, asim, posicionar-se como candidato a primeiro-ministro nas legislativas em 2021.

Por outro lado, Correia afirma que as resistências internas vão continuar no seio do maior partido da oposição, embora considere que "as ondas baixem no momento da elaboração das listas e a procura de um lugar elegível a deputado nas próximas eleições".

Com a desistência de José Sanches, as directas para a escolha do novo presidente do PAICV, marcadas para 22 do corrente, contam agora com a lista única liderada por Janira Hohper Almada.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG