Links de Acesso

Joe Biden reúne-se com empresários à procura de apoio para o aumento do tecto da dívida do país


Joe Biden fala sobre seu plano de infraestruturas em Michigan, 5 de Outubro de 2021

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reúne-se nesta quarta-feira, 6, com alguns dos principais empresários para defender o aumento do tecto de endividamento do Governo antes de 18 de Outubro, pelo Congresso, caso contrário o país fica sem dinheiro para pagar as suas contas.

A Casa Branca disse antes da reunião que os executivos “entendem em primeira mão que um calote seria economicamente devastador” para os Estados Unidos, que nunca deixaram de cumprir as suas obrigações financeiras, e também para a economia mundial.

Em nota a Administração destacou que “um calote colocaria milhões de empregos em risco e os EUA em recessão, provocando um prejuízo duradouro à força económica da América ao ameaçar o estatuto do dólar como a moeda do negócio mundial, além de rebaixar a classificação de crédito dos EUA".

Neste momento há um impasse político entre a Casa Branca e os republicanos, na oposição, no Senado sobre o aumento do tecto do endividamento, para além dos actuais 28,4 triliões de dólares até um valor determinado ou, então, suspender qualquer limite até Dezembro de 2022, um mês após as eleições para o Congresso.

Com as duas bancadas com 50 senadores cada, os democratas necessitam de 10 republicanos para passar a proposta.

O Presidente acusou o Partido Republicano de “se recusar a fazer a coisa certa ao cumprir a sua responsabilidade bipartidária de resolver o limite da dívida, mesmo depois de adicionar 8 trilhões de dólares” durante a Administração do ex-Presidente Donald Trump.

O líder republicano no Senado, Mitch McConnell, afirmou que os democratas deveriam aumentar o tecto da dívida sem qualquer apoio republicano através de um procedimento legislativo chamado reconciliação, que Biden e o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, rejeitaram por ser complicado e demorado.

“Eles têm tempo para fazer isso”, reiterou McConnell a reporters, concluindo: “E quanto mais cedo eles resolverem isso, melhor”.

Por seu lado, o líder da maioria democrata, Chuck Schumer, acusou os republicanos de fabricar uma crise.

Os republicanos do Senado já bloquearam duas vezes as tentativas democratas de alargar o tecto da dívida por conta própria, reservando-se o direito de obstruir a acção legislativa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG