Links de Acesso

Joe Biden proíbe entrada nos EUA de barcos com ligação à Rússia


Presidente americano, Joe Biden, fala sobre a situção na Ucrânia na Casa Branca, Washington, 21 Abril 2022

Presidente americano anuncia mais ajuda à Ucrânia

O Presidente americano anunciou nesta quinta-feira, 21, a proibição de entrada de navios afiliados à Rússia nos portos dos EUA e o envio de mais 800 milhões de dólares de ajuda às forças ucranianas, num pacote que inclui artilharia pesada e drones tácticos.

Joe Biden também revelou que vai mandar 500 milhões de dólares em assistência económica directa ao Governo ucraniano.

“Não estamos sentados sobre o financiamento que o Congresso forneceu à Ucrânia”, disse Biden, reiterando que a ajuda vai “directamente para as linhas da frente da liberdade, para os destemidos e habilidosos combatentes ucranianos que estão na brecha”.

O anúncio de Joe Biden ocorre no meio do que ele chamou de “janela crítica”, enquanto a Rússia se prepara para a próxima fase da guerra.

Disputa por Mariupol

Em Moscovo, o Presidente russo disse hoje que as suas forças tomaram a estratégica cidade de Mariupol, a mais atacada desde o início da invasão, mas que ordenou anteriormente que não atacassem o último reduto de combatentes ucranianos refugiados na central siderúrgica.

Vladimir Putin insistiu que ninguém na fábrica escapará sem se render e disse às tropas para “bloquear a zona industrial para que nem uma mosca pudesse passar”.

Em Kyiv, o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, reconheceu que a Rússia ocupou a maior parte da cidade mas afirmou que suas tropas ainda controlam parte de Mariupol.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG