Links de Acesso

Joe Biden e Benjamin Netanyahu acertam agulhas


Joe Biden, então vice-presidente, (esq) e Benjamin Netanyahu (dir), em Jerusalem, 9 Março 2016

Os dois líderes abordaram acordos de paz, ameaça do Irão e pandemia

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, acertaram agulhas entre os dois países aliados.

"Foi uma boa conversa", disse Biden aos jornalistas no Salão Oval da Casa Branca na quarta-feira, 17, enquanto o gabinete do Chefe do Governo israelita acrescentou em nota que os dois dirigentes abordaram os acordos de paz no Médio Oriente, a ameaça iraniana, e a gestão da pandemia da Covid-19.

Ainda de acordo com o Governo de Telavive, o Presidente americano felicitou Netanyahu pela gestão da pandemia.

Depois de ter falado por telefone com vários líderes mundiais desde a posse a 20 de Janeiro, esta foi a primeira conversa com um líder de um país do Médio Oriente, por sinal o principal parceiro americano na região.

Este “atraso”, segundo alguns observadores e críticos de Biden, foi entendido como um sinal de que o Presidente não priorizava as relações com Israel, como aconteceu com Donald Trump, enquanto outros alegam que Biden não queria interferir nas eleições marcadas para o próximo 23 de março.

Nikki Haley, que foi embaixadora das Nações Unidas durante a Administração Trump, acusou o Governo Biden de "menosprezar" um "amigo como Israel".

O Presidente americano tem repetidamente dito que sempre foi um defensor de Israel e que tem uma relação de amizade com Benjamin Netanyahu de longa data.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG