Links de Acesso

Joe Biden anuncia conselho consultivo de combate à Covid-19


Joe Biden mostra máscara em conversa com jornalistas, em Wilmington, 9 novembro 2020

Cientista brasileira Luciana Borio integra a equipa que vai assessor o projectado Presidente americano

A equipa de transição do projectado vencedor das eleições presidenciais americanas Joe Biden anunciou nesta segunda-feira, 9, os membros que integram o conselho consultivo para o combate à Covid-19, liderado por David Kessler, Vivek Murthy e Marcella Nunez-Smith.

Do conselho faz parte a brasileira Luciana Borio, pesquisadora sénior de saúde global do Conselho de Relações Exteriores americano e que já foi directora de preparação médica e de biodefesa do Conselho de Segurança Nacional do país e cientista-chefe interina da agência reguladora de medicamentos, a FDA.

Em comunicado, Joe Biden disse que o conselho consultivo "ajudará a moldar a abordagem para gerir o aumento nas infecções relatadas, garantir que as vacinas sejam seguras, eficazes e distribuídas de forma eficiente, equitativa e gratuita e proteger as populações em risco".

Na campanha, o democrata prometeu uma estratégia completamente diferente da adoptada pelo Presidente Donald Trump, a começar por garantir que as decisões de saúde pública seriam amparadas na ciência e informadas por profissionais da área.

A equipa de especialistas em saúde pública vai aconselhar Biden, a vice-presidente, Kamala Harris, e a equipa de transição do Governo sobre como enfrentar a pandemia.

"Lidar com a pandemia do coronavírus é uma das batalhas mais importantes que nosso governo enfrentará e serei guiado pela ciência e por especialistas", afirmou Biden no comunicado.

Luciana Borio, brasileira

O conselho consultivo é co-presidido pelo antigo cirurgião-geral (espécie de conselheiro principal da saúde) Vivek Murthy, o ex-comissário da agência reguladora de mdecimentos, FDA, David Kessler, e a professor associado da Yale University e reitora associada, Marcella Nunez-Smith.

A brasileira Luciana Borio é especialista em biodefesa, doenças infecciosas emergentes, desenvolvimento de produtos médicos e emergências complexas de saúde pública.

Além de pesquisadora sénior de saúde global do Conselho de Relações Exteriores americano, antiga directora de preparação médica e de biodefesa do Conselho de Segurança Nacional do país e cientista-chefe interina da FDA, Borio também já foi diretora do escritório de contraterrorismo e de ameaças emergentes e comissária assistente para política de contraterrorismo do Conselho de Segurança Nacional.

Fontes da imprensa dizem que Luciana Borio era assessora da Casa Branca em maio de 2018 quando alertou, durante um simpósio, que uma pandemia de gripe seria a principal ameaça à segurança sanitária do país.

"Estamos preparados para responder a uma pandemia? Receio que a resposta seja não", afirmou Borio durante uma palestra para marcar os 100 anos da pandemia de gripe espanhola.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG