Links de Acesso

Israel avisa que “um mau acordo” entre EUA e Irão resultará em guerra


Director da MOSSAD Yossi Cohen

Intensa actividade diplomática envolvendo dirigentes militares e de serviços secretos revela ansiedade israelita sobre negociações entre os EUA e o Irão.

Israel informou os Estados Unidos que se reserva “a liberdade operacional” contra o Irão qualquer que seja o resultado das negociações em curso entre os Estados Unidos e o governo iraniano, disseram fontes ligadas ao processo citadas por jornais israelitas e pela agência Reuters.

O director dos serviços de espionagem israelitas, Mossad, Yossi Cohen, avistou-se quinta-feira em Washington com o secretário de Estado americano Anthony Blinken e outras entidades americanas para discutir a questão.

O dirigente da Mossad teria manifestado “profunda preocupação sobre a questão nuclear e outras actividades do Irão”.

Os Estados Unidos têm estado envolvidos em negociações com o Irão para o regresso ao acordo nuclear de 2015 abandonado pela administração Trump e desde então violado pelo Irão.

Cohen ter-se-ia também avistado com o director da CIA, William Burns.

Segundo algumas fontes Washington teria informado Israel que outras questões relacionadas com as actividades iranianas na construção de mísseis e em apoio a grupos terroristas na região seriam alvo de negociões depois da reentrada em vigor do acordo nuclear.

No início da semana e num sinal da crescente preocupação israelita com o desenrolar das negociações em Viena o Conselheiro Nacional de Segurança de Israel Meir Ben-Shabbat já tinha estado em Washington para conversações sobre a mesma questão acompanhado do chefe de estado maior das forças armadas israelitas o Tenente-General Aviv Kohavi.

O enviado especial americano às negociações com o Irão, Rob Malley, participou no encontro.

Israel avisa

O ministro para os Serviços de Inteligência de Israel, Eli Coehn, disse quinta-feira à agência de noticias Reuters que haverá guerra se os Estados Unidos e outras potências alcancarem o que que Israel considere “um mau acordo nuclear com o Irão”.

“Um mau acordo vai levar a região à guerra”, disse.

No passado dia 1 de Abril o secretário de Defesa americano Lloyd Austin deslocou-se a Israel mas desconhecem-se pormenores concretos das conversações.

Lloyd disse na altura que Washington considera Israel o “elemento central para a estabilidade e segurança no Médio Oriente”

Um delegacção “multisectorial” americana vai deslocar-se a diversos países do Médio Oriente na próxima semana, confirmou o porta-voz do Departamento de Etgado.

A delegação de alto nível vai discutir “assuntos importantes relacionados com a segurança nacional dos Estados Unidos e esforços para se aliviar as tensões no Médio Oriente”, diz o porta-voz

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG