Links de Acesso

Interpool pede prisão de membros da família Gupta, associados a acusações contra Jacob Zuma


Agentes procuram pela família Gupta, em Joanesburgo, 16 de Abril de 2018

Antigo Presidente sul-africano ainda não se entregou à Justiça

A Interpol emitiu ordens de captura contra a família de empresários de origem indicana Gupta, próxima ao ex-presidente sul-africano Jacob Zuma, que, entretanto, viu adiada a sua obrigatoriedade de se entregar à Justiça.

Em comunicado nesta segunda-feira, 5,, o responsável da autoridade de investigação do Ministério Público, Hermione Cronje, afirmou que as notificações da Interpol visam membros da família Gupta, os seus cônjuges e mais quatro pessoas ligadas a organizações financeiras, no âmbito de um caso judicial de fraude e corrupção na África do Sul.

No mês passado, as autoridades sul-africanas solicitaram a intervenção da Interpol na extradição dos irmãos empresários Gupta dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Há suspeitas de que aqueles empresários terão fugido, quando, em 2018, começaram a ser investigados os negócios em que estão envolvidos na África do Sul.

Eles são acusados de fraude e lavagem de dinheiro num caso que vai a julgamento no tribunal em Bloemfontein, em Ssetembro.

Entretanto, após ter sido condenado a 15 meses de prisão por desacato à justiça no passado dia 29, e com um ordem para se entregar voluntariamente ontem, o antigo Presidente não se apresentou à justiça por considerar que o Tribunal Constitucional marcou para o dia 12 uma nova audiência, em virtude de um recurso que interpos no sábado, 3.

Entretanto, o ministro do Interior, Bheki Cele, disse a repórteres nesta segunda-feira, 5, que a polícia recebeu uma nova orientação e que deve executar a ordem até quarta-feira.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG