Links de Acesso

Inicia julgamento de acusados de assalto ao Instituto Nacional de Segurança Social são-tomense


Tribunais de São Tomé e Príncipe

Os acusados do assalto ao Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) de São Tomé e Príncipe começaram a ser ouvidos nesta quarta-feira, 24, pelo Ministério Público.

São quatro jovens com idades compreendidas entre os 21 e 31 anos, que têm cadastro de crimes de furto e burla, segundo a polícia.

De acordo com o Comissário da Polícia Nacional, Eridson Trindade, “o assalto realizado no passado dia 15 de junho foi preparado por um motorista da instituição e executado por três jovens do distrito de Lobata”.

A polícia anunciou que, durante a operação de captura dos alegados assaltantes, foi recuperada mais de metade dos cerca de 20 mil euros em moeda nacional, que tinham sido levados do INSS, dinheiro destinado ao pagamento de pensionistas acamados.

Por se tratar de um crime de furto qualificado, os suspeitos, na altura, foram entregues à polícia de investigação criminal que os conduziu nesta quarta-feira ao Ministério Público.

“A polícia já fez a sua parte e o caso será entregue ao Ministério Público que fará as suas diligências”, confirmou a diretora da Polícia Judiciária, Maribel Rocha.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG