Links de Acesso

Inconformado, Manuel de Araújo deixa liderança do Município de Quelimane


Manuel Araújo, político RENAMO, Moçambique

Araújo disse ainda que o seu afastamento deve servir de estudo nas faculdades de direito, por violar os princípios basilares de um estado de direito e democrático, bem como da jurisprudência.

O presidente do Município de Quelimane, Manuel de Araújo, deixou hoje o cargo, na sequência da perda de mandato determinada pelo Conselho de Ministros, em Agosto de 2018.

Inconformado, Manuel de Araújo deixa liderança do Município de Quelimane
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:32 0:00

No acto de entrega de serviço a Domingos Albuquerque, presidente da Assembleia Municipal, Araújo lamentou o facto de não ter tido a chance de recorrer ao acórdão do Tribunal administrativo, chegando mesmo a afirmar que até um assassino tem o direito de se defender.

Araújo disse ainda que o seu afastamento deve servir de estudo nas faculdades de direito, por violar os princípios basilares de um estado de direito e democrático, bem como da jurisprudência.

Araújo perdeu o mandato após ter decidido concorrer às eleições Autárquicas como cabeça de lista da Renamo e não do MDM, partido com o qual chegou ao cargo em 2013.

Para tomar a decisão, o Conselho de Ministros disse que Araújo havia violado a Lei da Tutela Administrativa do Estado sobre as Autarquias Locais.

O seu recurso foi julgado improcedente pelo Tribunal Administrativo.

Nas eleições autárquicas de Outubro de 2018, a lista da Renamo, encabeçada por Manuel de Araújo, venceu em Quelimane, tendo sido validada e proclamada pelo Conselho Constitucional.

A tomada de posse dos vencedores dessas eleições está marcada para Fevereiro próximo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG