Links de Acesso

Incidente com religiosos leva Brasil a desaconselhar viagens a Cabo Verde


Baixa da Cidade da Praia, Cabo Verde

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil emitiu uma nota a desaconselhar viagens dos seus cidadãos em missão religiosa e voluntários a Cabo Verde até que o Governo da Praia esclareça casos recentes de brasileiros retidos na fronteira.

“A Embaixada do Brasil em Cabo Verde tem registado recentemente casos de brasileiros retidos no serviço de imigração local. Até que esses processos migratórios sejam elucidados pelas autoridades cabo-verdianas, a Embaixada desaconselha, momentaneamente, a ida a Cabo Verde de viajantes em missão religiosa e de trabalhadores voluntários em ONGs dessa natureza, até segundo aviso”, lê-se na nota afixada no portal do Ministério.

A decisão do Governo brasileiro surge depois de, na semana passada, 42 cidadãos brasileiros que viajavam em missão religiosa a Cabo Verde terem sido retidos temporariamente pelos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, à entrada no país, de acordo com o jornal cabo-verdiano Expresso das Ilhas.

Uma fonte da Embaixada brasileira na Praia citada pelo jornal indicou que alguns dos brasileiros tinham alguma deficiência nos documentos, embora de menor monta, e foram depois todos foram libertados.

O incidente é considerado estranho em virtude de não haver registo de problemas do género entre os dois países e de existir um considerável número de religiosos brasileiros em Cabo Verde, bem como muitos intercâmbios entre os dois países.

A Direcção Nacional de Estrangeiros e Fronteiras diz estar a recolher informações sobre o sucedido e o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde também não se pronunciou.

A notícia vem a público dias depois de o Governo cabo-verdiano anunciar que, a partir de 1 de Fevereiro, turistas brasileiros deixam de pagar vistos para entrar no país.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG