Links de Acesso

Imanni da Silva expõe no CCP - Camões em Angola


Imanni da Silva, artista angolana

O Centro Cultural Português- Instituto Camões, alberga desde o dia 12 de Julho a primeira exposição plástica individual da angolana Imanni da Silva. “Vermelho Sou. Vermelho Somos” é o título da exposição que aborda a mulher como o centro criativo dos quinze quadros expostos. As obras apresentam técnicas diversificadas como acrílico, óleo, colagem sobre tela e madeira e vários materiais, como cetim, papel de cartolina, purpurinas e cristais Swarovski.

Segundo a artista, “Vermelho sou, Vermelho Somos”, é uma paragem obrigatória num semáforo, onde a sedução de um batom estimula os batimentos do músculo que mantém as pessoas vivas, bombardeando o vermelho riacho que corre nas veias.

Para si a cor vermelha, que por muitos é classificada como a cor da ‘Chama de Amor’, significa a mais antiga cromática do mundo, marcado pelo forte simbolismo do fogo, como poder divino, sangue, domicílio da alma, cor da vida, símbolo da energia e intensidade no seu infinito e irresistível poder.

“Vermelho Sou. Vermelho Somos” estará patente ao público até ao próximo dia 16 de Agosto.

Imanni da Silva é a primeira transexual angolana, para além de artista plástica é uma respeitada estilista, e actriz a brilhar no mundo da moda na Inglaterra, país, onde vive há cerca de 18 anos. Em 2011, foi submetida a uma operação cirúrgica, na Inglaterra para mudança de sexo. Em finais de 2012 concorreu ao concurso de Miss Transexual na Tailândia.

Confira a conversa com a artista:

Imanni da Silva - Vermelho Sou, Vermelho Somos
please wait

No media source currently available

0:00 0:18:25 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG