Links de Acesso

Huíla: Sem água não há escola nova, diz governador


Sindicalista duvida que face à realidade a opção de construir escolas só com água canalizada seja cumprida

O governador da Huíla, Luís Nunes, anunciou que doravante não serão inauguradas novas escolas que não tenham acesso a água.

Mas o secretário provincial do SINPROF avisa que face à realidade que se vive na província tal não poderá ser aplicado.

Governador da Huíla diz que não abre novas escolas que não tenham água – 1:54
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:54 0:00

Desafiado pelas experiências de 2020, onde as fragilidades da maioria das escolas públicas sem água corrente vieram à tona, com a necessidade de prevenção contra a Covid-19, Luís Nunes disse que a decisão se deve “não só por conta da Covid-19 mas por ser uma obrigação de proporcionar dignidade aos actores do processo de ensino e aprendizagem”.

Esta é assim uma das metas que o Governo da Huíla se propõe a alcançar no sector da educação em 2021, com vista a dar dignidade ao processo de ensino e aprendizagem.

O Sindicato Nacional de Professores (Sinprof) na Huíla, duvida no entanto das promessas do gestor principal da província no alcance deste desiderato.

O secretário provincial do Sinprof na região, João Francisco afirma que a realidade faz com que questione a capacidade de se aplicar essa pretensão.

“A probabilidade de cumprir com essas promessas é muito ínfima”, diz Francisco e na sua opinião isso só será possível “se se construir escolas apenas nas zonas onde se permita ter um sistema de água”, disse.

“Fora disto não é possível porque temos o problema dos Gambos onde há escolas que até hoje não têm água. Temos localidades onde a população precisa de água, mas o Governo nunca pôs lá um furo, então é difícil falarmos hoje numa escola com água corrente”, disse exemplificando também com a zona da Chibia que “também tem quase as mesmas condições’.

“Então acho difícil uma promessa desta vir a vingar brevemente”, disse.

Por falta de condições de acesso à água potável nas escolas os alunos do ensino primário em Angola continuam em casa sem previsão de retoma das aulas por conta da Covid-19.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG