Links de Acesso

Huíla : Famílias transferidas para a Eiwa dizem-se abandonadas


Lubango

Algumas dizem que seria melhor regressar aos locais afectados pelas chuvas em Fevereiro

Famílias transferidas de alguns bairros para a zona da Eiwa nos arredores da cidade do Lubango, na província angolana da Huíla, na sequência das fortes chuvas de Fevereiro, dizem-se abandonadas e com enormes dificuldades.

Algumas delas, visivelmente emocionadas, disseram que seria melhor regressar aos locais onde viviam.

Familias transferidas para a zona da Eiwa dizem-se abandonadas - 1:45
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:45 0:00

Passado o perigo das águas, seis meses depois, algumas das 100 famílias transferidas na altura queixam-se agora da falta de condições para se estabelecerem nos novos espaços cedidos e alegam incapacidade para erguer as suas próprias moradias.

Em desespero, as famílias clamam por apoios, como desabafou Maria António.

«Eles nos deixaram aqui e desde aquela data nunca mais apareceram e estamos aqui a passar mal a passar fome e humilhação”, disse.

“Já que não nos vão dar casa pelo menos para nos ajudarem com blocos, areia e pedras. Se o Governo não tem dinheiro porquê que nos tirou de nossas casas? Eram de adobes mas eram nossas!», acrescentou

Outra voz do desespero é de Cândida Chissole que em lágrimas teme pela segurança dos filhos.

«Não tenho quem me ajude. Estou a remediar com os meus filhos, não estou em condições, sou viúvae não tenho família que me ajude», denunciou.

O coordenador do bairro da Eiwa, Manuel Jorge, diz que, apesar das famílias terem sido retiradas das zonas de risco, hoje estão entregues à sorte e mereciam outro acompanhamento.

A administração municipal do Lubango diz estar a par das dificuldades por que passam as famílias, mas mostra-se sem condições para acudir os apelos.

«Esperamos nós que as coisas melhorem que haja condições da nossa parte enquanto administração municipal do Lubango para podermos acudir não só essas famílias, mas tantas outras”, disse o porta-voz da administração municipal do Lubango, Fernando Alberto..

“Na verdade existem muitas famílias que vivem em zonas de risco e que a administração tudo está a fazer para que não venhamos a ter uma situação semelhante na próxima época chuvosa», concluiu aquele responsável.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG