Links de Acesso

Hotéis querem ajuda do Governo angolano para pagar salários


Cidade do Uíge, Angola

O sector hoteleiro na província angolana do Uíge clama pela comparticipação do Governo para pagarem os salários dos seus trabalhadores durante o período de isolamento social imposto pelo estado de emergência.

Alcino Barnabé, gerente do Hotel Kuílo, afirma que os hotéis estão a “a passar por um momento critico”.

Barnabé manifesta relutância em despedir trabalhadores “por não ser culpa dos empregados" e acrescenta que também' não é culpa do empregador”.

Ele defendeu que o Governo comparticipe com 50 dos salários.

Fortunato Mazua, gestor do Hotel Bago Vermelho, pede ao Governo para pagar as devidas contraídas com as unidades hoteleiras por forma a facilitar o pagamento

Mazua critica a companhia de electricidade ENDE no Uíge pelo que disse ser o "incumprimento do decreto presidencial sobre o estado de emergência, por fazer cobranças de consumo de energia referentes aos meses de março, abril e maio".

Entretanto, um porta voz da ENDE responde que cada serviço deverá pagar as suas devidas contas, acrescentando que todas as modalidades de pagamento já foram apresentadas pelo Ministério da Energia e Águas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG