Links de Acesso

Hamas liberta dois reféns e Israel mata 436 pessoas em Gaza


Sul de Gaza, 23 outubro 2023
Sul de Gaza, 23 outubro 2023

Segunda-feira, continua a guerra Israel-Hamas.

Os militares israelitas realizaram mais de 300 ataques aéreos nesta segunda-feira, 23, na Faixa de Gaza, mesmo depois de as autoridades americanas terem dito que Washington aconselhou Israel a adiar a anunciada invasão terrestre do território governado pelo Hamas para permitir mais tempo para negociar a libertação dos mais de 200 reféns. detidos pelo grupo radical.

Nesta noite, hora local, o Hamas libertou mais dois reféns, agora israelitas, depois de na sexta-feira, 20, ter colocado em liberdade uma mãe americana e a sua filha.

Os EUA têm trabalhado com parceiros regionais no Oriente Médio para tentar libertar outros, mas até agora sem muito sucesso.

Uma invasão terrestre provavelmente complicaria ainda mais quaisquer negociações sobre reféns, acreditando-se que pelo menos alguns deles estejam mantidos numa complicada rede de túneis que o Hamas construiu em Gaza ao longo dos anos, mesmo quando Israel bloqueou o território ao longo do Mar Mediterrâneo.

O chefe da defesa israelita, Yoav Gallant, prometeu na semana passada a mais de 300 mil soldados posicionados ao longo da fronteira de Gaza que em breve avançariam para o território, mas deixou em aberto a questão do momento de uma invasão.

Altos funcionários dos EUA, como o secretário de Estado Antony Blinken e o secretário de Defesa Lloyd Austin, expressaram preocupação durante entrevistas em programas de entrevistas de domingo sobre a escalada da guerra Israel-Hamas para um conflito mais amplo na região.

O Ministério do Interior de Gaza, administrado pelo Hamas, disse que 435 pessoas foram mortas pelos bombardeamentos israelitas nesta segunda-feira, 23, das quais cerca de 160 crianças.

Os militares israelitas divulgaram vídeos de ataques aéreos a destruir edifícios na Faixa de Gaza.

Eles disseram que os vídeos mostravam ataques à infraestrutura do Hamas, mas não especificaram os locais.

Aviões israelitas também atingiram vários alvos do Hezbollah no Líbano, incluindo células que os militares disseram estar a preparar para lançar mísseis antitanque e foguetes contra Israel.

Milícias apoiadas pelo Irão no Iraque disseram na segunda-feira que atingiram uma base estratégica usada pelos militares dos EUA no sudeste da Síria.

A Resistência Islâmica no Iraque, um grupo que reúne milícias apoiadas por Teerão, disse que dois drones atacaram a guarnição de al-Tanf perto das fronteiras da Jordânia e do Iraque, após uma série de ataques semelhantes a bases que abrigam militares dos EUA no Iraque e na Síria durante a semana passada.

Israel conduziu mais de duas semanas de ataques em Gaza em resposta ao ataque de 7 de Outubro por radicais do Hamas que matou 1.400 pessoas.

As Nações Unidas afirmam que cerca de 1,4 milhões de pessoas fugiram das suas casas em Gaza, onde há uma escassez total de água, alimentos, combustível e medicamentos.

A ajuda humanitária que começou a chegar a Gaza no sábado, 21, é uma gota no oceano, segundo organizações não governamentais.

Fórum

XS
SM
MD
LG