Links de Acesso

Guiné-Bissau: Preocupação dos EUA sobre o tráfico de drogas é legítima diz deputado do MADEM-G15


Nélson Moreira, deputado do MADEM-G15

O chefe-adjunto da bancada parlamentar de MADEM-G15 considera legítima a preocupação dos Estados Unidos sobre o trafico de drogas na Guiné-Bissau.

“A preocupação dos Estados Unidos é legítima, é preocupação de todos os de todos países amantes da paz,” diz Nelson Moreira. “As pessoas só falam de drogas na Guiné-Bissau quando estão fora do poder, mas enquanto assumem o exercício do poder não falam de drogas”,

Esta semana, os Estados Unidos mostraram-se preocupados com a "liberdade de expressão" naquele país e o afastamento de responsáveis locais pelo combate ao tráfico de droga, que estavam a ter "resultados extraordinários"

Heather Merritt, do Gabinete para os Narcóticos Internacionais, no Departamento de Estado, disse que Washington tem dúvidas sobre os esforços da Guiné-Bissau no combate ao tráfico de drogas.

O ativista Sana Cante diz que a comunidade internacional deve perceber que sob a liderança de Aristides Gomes, as autoridades “tinham mãos duras contra os traficantes, alguns deles fazem parte do atual governo, e que hoje está a apoiar o tráfico de droga no país”.

Além dos “Estados Unidos reconhecerem esta situação, nós também tínhamos denunciado esta situação”, diz Cante.

Mas o porta-voz da bancada parlamentar do PRS, partido que suporta o executivo, diz que “faz parte do atual governo, o combate ao trafico de droga e outros crimes transnacionais.”

João Alberto Djata diz que no mandato do “anterior executivo houve tráfico de droga com a cumplicidade das autoridades,” e agora, graças às mudanças na Polícia “ninguém foi preso no Aeroporto e nas Fronteiras” por causa de drogas.

Acompanhe:

Guiné-Bissau: Preocupação dos EUA sobre o tráfico de drogas é legítima diz deputado do MADEM-G15
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:06 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG