Links de Acesso

Guiné-Bissau lidera integração de refugiados e deslocados em África


Bissau de braços abertos

Cerca de 10 mil vão beneficiar-se de Bilhete de Identidade

As autoridades da Guiné-Bissau pretendem atribuir o Bilhete de Identidade (BI) a cerca de 10 mil refugiados no país, maioritariamente residentes na região de Cacheu.

Guiné-Bissau lidera integração de refugiados e deslocados em África
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:41 0:00

Esta medida de naturalização de refugiados e deslocados internos de longa duração coloca a Guiné-Bissau na liderança de naturalização a nível da África.

O secretário executivo da Comissão de Refugiados e Deslocados Internos na Guiné-Bissau, Tibna Sambé Na Wana, afirma que a política consiste numa estratégia nacional de acolher os estrangeiros, atendendo os compromissos internacionais sobre o asilo.

“Esta naturalização para nós, tem que ter sentido, acabámos de voltar da primeira semana de emissão de Bilhete de Identidade”, revelou Wana à VOA.

Agora, continuou, “vamos passar para fase de implementação de projectos de integração, para poderem competir no mercado e se sentirem em casa”.

Um dos refugiados da Guiné-Conacri destaca que os imigrantes são bem recebidos e saúda “o documento que é reconhecido pelas autoridades”.

A maioria dos deslocados é do vizinho Senegal.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG