Links de Acesso

Guiné-Bissau: CNE confirma Umaro Sissoco Embaló novo Presidente da República


Umaro Sissoco Embalo, vencedor da eleição presidencial

A Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau (CNE) divulgou nesta sexta-feira, 17, os resultados definitivos da segunda volta da eleição presidencial de 29 de Dezembro que confirmam a vitória de Umaro Sissoco Embaló, apoiado pelo Movimento para a Alternância Democrática (MADEM-G 15), com 293 359 dos votos válidos, correspondentes a 53, 55 por cento.

Domingos Simões Pereira, apoiado pelo PAIGC, conseguiu 254 468 votos, ou seja 46, 45 por cento.

O edital com os resultados definitivos foi publicado hoje na sede da CNE.

O órgão que dirigiu o processo eleitoral divulgou também um comunicado, assinado pelo seu presidente, José Pedro Sambú, no qual assegura que o resultado “transitou em julgado e consequentemente tornado definitivo por ter decorrido quarenta e oito (48) horas, após a sanação da irregularidade escrutinada pelo Supremo Tribunal de Justiça no seu Acórdão N°. 01/2020”.

A CNE explicou o processo que se seguiu ao recurso apresentado por Domingos Simões Pereira e lembrou que “tendo suprido a irregularidade escrutinada concernente à assinatura da acta, o presidente da Comissão Nacional de Eleições enviou na passada quarta-feira, dia 15 de Janeiro do ano em curso, um exemplar da acta aos orgãos de soberania e as candidaturas concorrentes ao sufrágio".

A CNE confirma também que “não houve consenso” na assinatura da acta e que “dez membros assinaram favoravelmente contra oito membros que recusaram assinar a referida acta”.

Refira-se que a candidatura de Domingos Simões Pereira interpos no Supremo Tribunal de Justiça na quarta-feira, 15, um novo recurso de contencioso eleitoral, relativo aos resultados da segunda volta das presidenciais.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG