Links de Acesso

Guiné-Bissau: Cancelamento de carnaval vai ter impacto na economia


Carnaval, Bissau.

O cancelamento das festividades de carnaval vai ter impacto negativo na economia turística do país”, dizem empresários do sector cultural do país, que defendem que deveria ser realizado noutra altura.

O Governo guineense decidiu proibir a realização do carnaval por causa da pandemia de Coronavírus.

“O mais importante é o Governo sair em defesa da saúde pública para salvar vidas, do que uma festa de três dias para depois virar numa tragédia nacional”, disse o secretário de Estado da Cultura, Francelino Cunha.

Guiné-Bissau: Cancelamento de carnaval vai ter impacto na economia
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:32 0:00

Ector Diógenes Cassamá, coordenador do maior grupo cultural de Bissau “Netos de Bandim”, diz que compreende a decisão do Governo, mas o carnaval não deveria ser realizado noutra altura, “

Cassamá lamenta que a decisão de cancelamento não tenha tido o subsídio dos actores culturais, que seriam capazes de apresentar soluções.

O carnaval é a maior manifestação cultural na Guiné-Bissau, onde são demonstrados os valores que representam as diferentes etnias nacionais. Muitos turistas estrangeiros deslocam-se à Bissau para ver trajes culturais dos guineenses.

Normalmente, as reservas de hotéis e restaurantes esgotam neste período. Mas, este ano, o ambiente é outro. As ruas estão vazias: não há vida e nem cores. Não se ouve canções e não há motivos para a dança.

Nesse cenário, a economia vai sofrer, diz Aliu Soares Cassamá, especialista em negócios.

“As mulheres vendedeiras, que estão no sector informal, proprietárias de barracas, vão sentir os efeitos da não realização do carnaval (…) e a economia guineense continua a ser fustigada pela pandemia do coronavirus”, diz Cassamá.

Se acontecesse, hoje seria o último dia do carnaval na Guiné-Bissau.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG