Links de Acesso

Governo japonês e Unicef juntam esforços para ajudar Angola na campanha de vacinação


Apoio do Governo nipónico visa fortalecer o sistema de gestão, armazenamento e distribuição das vacinas

O Governo do Japão disponibilizou cerca de 450 mil dólares em ajuda de emergência para apoiar as autoridades angolanas na sua resposta à Covid-19 e fortalecer o sistema de gestão, armazenamento e distribuição das vacinas.

Em nota, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) afirma que a introdução de mais doses de vacinas contra a Covid-19 “terá um impacto significativo na cadeia de abastecimento de vacinas e na capacidade de armazenamento em camâras de refrigeração”.

Aquela agência da ONU, que tem apoiado a parte logística do Plano Nacional de Vacinação do Governo, considera que com a "contribuição generosa" do Japão, o Unicef trabalhará em estreita colaboração com o Ministério da Saúde para o fortalecimento dos sistemas de gestão de camaras de refrigeração e garantir que estejam prontos para receber, armazenar e distribuir as vacinas".

Para o embaixador nipónico em Luanda, Jiro Maruhashi, “o Governo do Japão tem uma cooperação histórica com Angola, e neste momento em que o mundo inteiro enfrenta grandes desafios causados pela Covid-19, reforçamos o nosso compromisso e juntamo-nos aos esforços para apoiar o combate a pandemia”.

Por seu lado, Andrew Trevett, representante adjunto e oficial responsável pelo Unicef, agradeceu a contribuição japonesa, que “contribuirá para garantir a qualidade e gestão eficiente das vacinas, visto que a vacinação é actualmente a única forma para combater e vencer a pandemia".

O Governo angolano promete vacinar os grupos prioritários e cobrir cerca de 52% dos 22 milhões de pessoas elegíveis a vacinação até ao final de 2021.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG