Links de Acesso

Governo e sindicato chegam a acordo que suspende greves na imprensa pública


Sede da Televisão da Guiné-Bissau

Sindicato espera que subsídios retirados aos profissionais sejam devolvidos

O Governo da Guiné-Bissau e o Sindicato dos Jornalistas e Técnicos da Comunicação Social (SINJOTECS) chegaram a um acordo na segunda-feira, 13, que coloca fim a sucessivas greves dos profissionais dos órgãos públicos de comunicação social.

Depois da intermediação do próprio-ministro Aristides Gomes, o Executivo assumiu cumprir os pontos que constava do pré-aviso da greve, entre os quais, a afectação de viaturas à Agência Pública e ao jornal “Nô Pintcha”, pagamento da dívida referente à cobertura eleitoral, em 2014, para com os funcionários da Rádio Nacional e efectivação do seu pessoal estagiário e a operacionalização dos centros retransmissores da Televisão da Guiné-Bissau no interior do país.

O entendimento foi alcançado também depois de uma forte pressão dos directores dos órgãos públicos que descontaram subsídios aos profissionais e que os sindicatos esperam receber de volta, conforme o acordo assinado com o Governo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG