Links de Acesso

Governo de Cabo Verde prepara medidas para atenuar impactos no país da invasão da Ucrânia pela Rússia


Mercado do Plateau, Cidade da Praia, Cabo Verde

Em causa os previsíveis aumentos dos preços de cereais e trigo, de que a Ucrânia e a Rússia são grandes produtores mundiais

O Governo cabo-verdiano vai adoptar medidas para mitigar os impactos dos aumentos dos preços de cereais e outros géneros alimentícos em decorrência da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Ante o aumento do custo de vida registado nos últimos tempos devido à crise económica provocada pela pandemia da covid-19, o ministro da Agricultura e Ambiente afirmou que o Executivo não podia ficar indiferente e vai tomar medidas para não sufocar ainda mais as populações, sobretudo a franja com maior vulnerabilidades.

"Vamos fazer de tudo para que, de facto, a população cabo-verdiana não tenha que continuar a suportar o excesso de flutuação em alta dos preços de tal monta que pode tornar todo o sistema incomportável e insustentável", afirmou Gilberto Silva, garantindo que o Executivo procurar soluções para evitar o aumento exponencial dos preços de primeira necessidade.

A Ucrânia e a Rússia são dois dos maiores produtores de cereais e trigo, produtos muito consumidos no arquipélago, tanto para a produção da ração animal como na alimentação das pessoas.

O economista Agnelo Sanches, que estudou na Ucrânia, considera que faz todo o sentido o Executivo implementar mecanismos de “subsidiação a determinadas matérias-primas”, evitando a estagnação de algumas actividades produtivas, com impacto no nível de vida da população.

"O Governo tem que criar almofadas para atenuar e ajudar as pessoas, nomeadamente as matérias-primas para a produção da ração, senão os produtores terão muitas dificuldades", defende Sanches.

As medidas do Governo devem ser anunciadas em breve.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG