Links de Acesso

Governo angolano deve cinco anos de subsídios a alfebatizadores


Ministério da Educação reconhece dívida de dois mil milhões de kwanzas (três milhões e 200 mil dólares)

Milhares de adultos em Angola devem passar pelo processo de alfabetização nesta ano, enquanto os alfabetizadores que trabalharam até 2019 clamam por mais de cinco anos sem receber os seus subsídios.

O Ministério da Educação tem por pagar cerca de dois mil milhões de kwanzas (cerca de três milhões e 200 mil dólares) aos professores que asseguraram até 2019 a implementação doPrograma de Alfabetização e Aceleração Escolar (PAAE).

Angola deve milhões a alfabetizadores – 1:54
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:54 0:00

A ministra da Educação, Luísa Grilo, garantiu em Malanje que está a trabalhar junto do Ministério das Finanças “para que esta dívida possa ser paga”.

Grilo admitiu que “eventualmente não a pagaremos toda ao mesmo tempo, mas há o compromisso do Governo em pagar os alfabetizadores que nós temos consciência que trabalharam, alguns em condições muito difíceis”.

O alfabetizador Agostinho Simão, de 43 anos de idade dos quais 13 a ensinar adultos a ler, escrever e a calcular na província de Malanje, aguarda pelo pagamento dos subsídios em falta.

Eduardo Mungo diz que a família já não o vê com bons olhos, porque “cria algum transtorno na família”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG