Links de Acesso

Gestores do Hospital Materno-Infantil de Malanje detidos por corrupção


Mateus Paquete Van-Dúnem, director e um dos detidos

Procuradoria diz haver vários casos de corrupção em investigação

O director-geral do Hospital Materno-Infantil de Malanje e dois gestores do mesmo estabelecimento de saúde foram detidos e acusados de peculato, confirmou a Delegação Provincial do Ministério do Interior nesta quinta-feira, 10.

Director do hospital materno infantil de Malanje foi preso - 1:38
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:38 0:00

Mateus Paquete Van-Dúnem e outros dois gestores daquela unidade orçamental foram detidos por especialistas do Serviço de Identificação Criminal (SIC) na segunda-feira, dia 7.

“Por crime de peculato sob forma contínua ocorrido com violação das normas de execução orçamental (dia 7), na rua Comandante Dangereux, município de Malanje foram detidos como presumíveis do delito os cidadãos António, solteiro de 29 anos de idade, Mateus Paquete Van-Dúnem e Teodoro Calandula, casados de 51 e 54 anos de idade”, disse o porta-voz do Gabinete de comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior em Malanje, Simão Cambambe.

A Procuradoria-Geral adjunta do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Lina Caloias, tinha prometido em Dezembro que vários casos de corrupção investigados em Malanje deveriam ser tornados públicos antes do fim do 2018.

“Temos alguns mas ainda encontram-se em fase de investigação, números propriamente ditos não podemos avançar porque cada dia surge um novo caso”, garantiu na altura.

O SIC tem efectuado buscas e apreensões de meios em propriedades de antigos e actuais gestores e funcionários públicos desta província arrolados em processos de corrupção, nepotismo e tráfico de influência.

Até agora, apenas um caso de corrupção e no qual foi detido o director do Gabinete de Educação do município de Malanje.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG