Links de Acesso

G7 não pode aceitar escalada militar na Líbia, diz Alemanha


Participantes de uma reunião minesterial do G-7, em Dinard, França, 6 de Abril, 2019.

Os ministros de Relações Exteriores do G7, reunidos em França, concordaram neste sábado, 6 de Abril, em aplicar pressão sobre os responsáveis por uma violenta disputa de poder na Líbia, especialmente contra o comandante militar califa Haftar, como forma de se evitar uma escalada militar, afirmou o ministro alemão, Heiko Maas.

“Concordamos que precisamos usar todas as opções a nosso dispor para exercer pressão sobre os responsáveis na Líbia, especialmente o general Haftar, para que possamos evitar qualquer escalada militar”, disse Maas a jornalistas.

Cada país do G7 vai usar seus próprios canais, disse Maas, para exercer a pressão. Ele acrescentou que Itália e França têm contactos directos com a Líbia. “A situação é muito preocupante e não podemos aceitar uma nova escalada militar”, disse Maas após a reunião.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG