Links de Acesso

Funeral de Afonso Dhlakama realiza-se na quinta-feira na sua terra natal


Afonso Dhlakama morreu a 3 de Maio

Na quarta-feira, haverá cerimónias públicas de despedida do líder da Renamo na Beira

A Renamo anunciou neste sábado, 5, que o funeral de Afonso Dhlakama terá lugar na próxima quinta-feira, 10, no cemitério da família, localizado no posto administrativo de Mangunde, distrito de Chibabava, província de Sofala.

Mangunde é a terra natal de Dhlakama e onde o seu pai é régulo.

A cerimónia será restrita.

Entretanto, na quarta-feira, 9, o líder histórico da Renamo será despedido pela população no Estádio do Ferroviário da Beira numa cerimónia pública a partir das 8 horas da manhã.

A decisão foi anunciada pela Renamo depois de uma longa reunião da Comissão Política que não avançou outros detalhes.

Ontem, o Conselho de Ministros decidiu realizar um "funeral oficial" ao falecido líder do maior partido da oposição de Moçambique, tendo o Executivo, além de apresentar condolências à família e à Renamo, criado uma comissão ministerial para apoiar a família e o partido no processo.

Afonso Dhlakama morreu aos 65 anos na quinta-feira, 3, por complicações resultantes de diabetes, de que padecia há algum tempo, na residência onde se encontrava escondido na Serra da Gorongosa desde 2015, após o eclodir de conflitos entre homens da Renamo e das Forças de Defesa e Segurança.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG