Links de Acesso

Funcionários da Gemfields atacados em Montepuez


Mina da Gemfields Montepuez

Mineiros artesanais incendiaram – sábado, 22, - um carro pertencente à operação mineira da Gemfields 'Mozambique e atacaram os ocupantes com picaretas, ferindo gravemente três funcionários.

Um segurança ficou ligeiramente ferido.

A Gemfields possui 75% da Montepuez Ruby Mining (MRM), que opera no norte de Moçambique. A mina, considerada o maior depósito de rubis do mundo, está localizada numa região extremamente pobre, onde é grande o desemprego entre os jovens. A mina, que já foi palco de incursões no passado está numa área onde são frequentes os crimes, mineração ilegal e que é área usada por uma nascente insurreição islâmica.

O ataque segue-se a um outro incidente no início de fevereiro, quando 800 mineiros artesanais invadiram uma mina pertencente à MRM. Na invasão morreram 11 mineiros quando partes da mina desabaram.

"O MRM observou um aumento dramático e coordenado no número de mineiros artesanais que entram na concessão da MRM, incluindo mulheres e crianças", afirma a companhia em comunicado enviado à imprensa na segunda-feira.

A MRM diz que os mineiros artesanais são explorados por sindicatos de contrabando de rubis e recebem apenas uma fração do verdadeiro valor obtido pela venda dos rubis nos mercados.

A Gemfields, dona da joalharia Fabergé, está cotada em Londres

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG