Links de Acesso

Funcionário dos bombeiros de Luanda morre em casa do Segundo Comandante em circunstâncias misteriosas


foto de arquivo

Aldmiro Francisco terá sido morto a tiro

Um funcionário dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, Aldmiro Hailton Neto Francisco, de 30 anos de idade, morreu em circunstâncias misteriosas, aparentemente atingido a tiro, na casa do Segundo Comandante da corporação Manuel Lotango.

Bombeiro morreu a tiro na casa do seu segundo comandante - 1:18
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:18 0:00

Segundo Deolinda Agostinho Neto, mãe do malogrado, o seu filho deslocou-se ao serviço no passado dia 9 e terá depois aparecido morto com um tiro de uma arma AK-M, supostamente na residência do Segundo Comandante.

“Como é que alguém que foi trabalhar morre na casa do comandante?”, interrogou a mãe que lamentou que Lotango não tenha sequer falado com a família para explicar o sucedido.

Ele pediu que seja feita justiça acusando Lotango de ser responsável pela morte.

A VOA tentou contactar Lotango sem sucesso.

Entretanto, o porta-voz do Serviços de Protecção Civil e Bombeiros Faustino Minguês sem gravar entrevista, disse à Voz da América estarem à espera das investigações em curso nos Serviços de Investigação Criminal.

“O que podemos fazer é esperar o que está a ser investigado”, disse o porta-voz.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG