Links de Acesso

Funcionária da TAP em Angola detida por suspeita de tráfico humano em Lisboa


Balcões da TAP no aeroporto de Lisboa, Portugal

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal deteve uma funcionária da companhia aérea TAP, que se crê de nacionalidade angolana, que trabalha nos escritórios de Luanda por suspeitas de tráfico humano.

Estrada do Aeroporto de Luanda em Angola
Estrada do Aeroporto de Luanda em Angola

A prisão aconteceu no sábado, 26, e segundo noticiou a rádio portuguesa TSF nesta segunda-feira, 28, ela estava acompanhada por duas mulheres, de 27 e de 31 anos, e de dois menores, de um e sete anos, todos estrangeiros e sem qualquer documento de identificação.

"Quando questionadas sobre os seus documentos, afirmaram não tê-los em sua posse e que estariam com uma outra mulher, que identificaram, na altura, como sendo a cidadã agora detida”, acrescenta o comunicado da SEF enviado àquela estação de rádio.

A mulher encontra-se agora nas instalações do Comando Metropolitano de Lisboa, da Polícia de Segurança Pública, e deve ser ouvida ainda nesta hoje por um juiz para legalização ou não da prisão.

Ainda de acordo com a nota do SEF, "considerando o modus operandi, esta situação foi encaminhada para a equipa de combate ao Tráfico de Seres Humanos, adstritos ao Aeroporto de Lisboa."

A TAP confirmou a prisão da funcionária e disse estar a colaborar com as autoridades.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG