Links de Acesso

FMI disponibiliza 120 milhões de dólares para fazer frente às consequências do Idai


Abebe Aemro Selassie, director do FMI para Africa

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai disponibilizar uma ajuda de 120 milhões de dólares para ajudar Moçambique a fazer frente às consequências do ciclone Idai.

O anúncio foi feito pelo director do Departamento de África do FMI, Abebe Aemro Selassie, em Washington, nesta sexta-feira, 12, em conferência de imprensa, mas a decisão final deverá ser tomada pelo direcção do Fundo na próxima semana.

O Director para África daquela instituição diz que a quantia ainda tem que ser aprovada pela direcção o que poderá acontecer já na próxima semana.

“Estamos a fazer tudo o que podemos para apoiar os países afectados”, disse

A ajuda a Moçambique “deverá estar na ordem dos 120 milhões de dólares”.

“Já enviamos o pedido ao Conselho de Administração e isso será analisado na próxima semana”, disse Abebe Aemro Selassie.

O director para África do FMI abordou também a situação em Angola e na Guiné Bissau

Selassie adiantou que a instituição vem trabalhando muito de perto com o Governo angolano, cujo programa económico considerou de "muito bom" e com muita profundidade.

No caso da Guiné-Bissau, aquele responsável referiu que o FMI tem apoiado o Governo a colocar as finanças em dia, em virtude da própria situação de fragilidade financeira do país.

(Em actualização)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG