Links de Acesso

FLEC-FAC acusa Forças Armadas Angolanas de matar seis civis na República Democrática do Congo


Forças Armadas Angolanas (Foto de Aquivo)

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda - Forças Armadas de Cabinda (FLEC-FLAC) acusou as Forças Armadas Angolanas de lançarem uma "operação militar contra um grupo de civis desarmados" no território da República Democrática do Congo (RDC), e durante a qual foram mortas seis pessoas.

Em comunicado enviado à VOA nesta sexta-feira, 2, a organização independentista revela que quatro das vítimas foram decapitadas.

Os civis eram suspeitos de serem soldados da FLEC-FAC e foram atacados perto da fronteira do Yema-di-Yanga e Mbaka-Khosi no setor de Kakongo, na província do Kongo-Central, na quinta-feira, 1, ainda de acordo com a nota.

"A aldeia de Kinkiama é suspeita de ser a base traseira da FLEC-FAC , de acordo com as autoridades angolanas", diz o alto comando militar das FAC que “denuncia a incursão de soldados angolanos em território congolês, sob o pretexto de caçar os soldados da FLEC de Cabinda".

A organização reitera, no entanto, não ter bases da RDC.

O Governo de Angola não reagiu às denúncias, como tem feito sempre que a FLEC-FAC emite comunicados sobre combates em Cabinda e na fronteira com a RDC.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG