Links de Acesso

Ex-trabalhadores da Endiama ameaçam "abandonar o MPLA"


Logotipo Endiama

Cerca de cinco mil ex-trabalhadores da empresa angolana de exploração de diamantes, Endiama, ameaçam abandonar o MPLA, caso o Presidente João Lourenço não resolva o seu problema.

Em declarações à VOA, Ventura Camuto, porta-voz da Comissão Sindical do Cuango, diz que em causa está a falta de regularização da reforma e de pagamento de subsídios.

Camuto diz que o processo estava a ser resolvido por Dino Matross, mas que o processo agora está "praticamente parado" e que os "gestores da Endiama continuam a criar barreiras, mesmo com acordo rubricado".

Ventura Camuto diz que os trabalhadores puseram o caso em tribunal, mas sem sucesso e que a luta contra a corrupção de João Lourenço não está a ser executada pelos membros que o acompanham, acrescentado que a verdade não está a ser dita ao Presidente e que ele "está a trabalhar sozinho". Referindo-se a eleições futuras, o porta-vos dos ex-trabalhadores da Endiama diz que os mais de cinco mil queixosos não vão votar no MPLA: "A gente abandona o MPLA, uma vez que saco vazio não fica de pé".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG