Links de Acesso

Ex director do SIC na Huíla começa a ser julgado


Lubango

O Tribunal Provincial da Huíla começou nesta segunda-feira, 15, a julgar o antigo director do Serviço de Investigação Criminal (SIC) da Huíla, Alberto Amadeu Suana pelo seu alegado envolvimento no desvio de cerca de quatro milhões de litros de combustíveis.

Amadeu Suana é acusado pelo Ministério Público do crime de peculato num processo em que estão igualmente indiciados quatro outros cidadãos nacionais.

Na primeira sessão do julgamento e ouvido sobre os factos, Alberto Amadeu Suana, rejeitou algumas acusações que sobre si pesam.

Dois oficiais do SIC disseram em tribunal que na sequência da apreensão dos camiões de combustíveis desviados havia perigo iminente algo que a juíza Marcelina Ntyamba, procura disse precisar de esclarecimento

«Nós não encontramos o perigo que se falou nesse processo. Não sabemos porquê que se falou desse perigo iminente”, disse.

“Eu estou a insistir por causa de uma questão muito simples e nós podemos ficar um mês mas esta pergunta tem de ter resposta”, acrescentou

O julgamento prosseguiu nesta terça-feira, 16, com as audições ao réu que na data dos factos em 2016, estaria à frente de uma operação policial de desmantelamento de uma rede de desvio de combustível na Huíla.

Sobre Alberto Amadeu Suana substituído do cargo de director provincial do SIC em Fevereiro do corrente ano e num outro processo pesam ainda acusações de furto de viaturas que o levaram a ser detido desde o passado dia 27 de Setembro último.

O até então seu adjunto no SIC, Abel Wayaha cumpre uma pena de prisão pelo anterior processo de desvio de combustíveis.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG