Links de Acesso

EUA pressionam o Irão a pronunciar-se sobre o acordo nuclear em semanas


Jen Psaki, secretária de Imprensa da Casa Branca, no encontro diário com jornalistas, 9 Fevereiro 2022

Secretária de Imprensa alerta que se não houver respostas, o acordo pode não ser reactivado

O Governo dos Estados Unidos instou o Irão nesta quarta-feira, 9, a responder positivamente às propostas para a retomada do acordo nuclear de 2015 porque o prazo está a esgotar-se.

No encontro diário com jornalistas, a secretária de Imprensa da Casa Branca falou num prazo de semanas, ao dizer que “as nossas negociações com o Irão chegaram a um ponto crucial" e lembrou que o enviado especial dos EUA para o Irão, Rob Malley, regressou a Viena para conversas indirectas com o Irão na tentativa de efectivar o acordo.

"Um acordo que aborda as principais preocupações de todos os lados está à vista, mas se não for alcançado nas próximas semanas será impossível retomá-lo”, sublinhou Jen Psaki.

A 31 de Janeiro, um alto funcionário do Departamento de Estado dos EUA disse a repórteres que "faltavam apenas algumas semanas" para reaviver o acordo.

O acordo nuclear assinado entre o Irão, Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido, China e Rússia visava impedir Teerão de ter acesso a bomba nuclear e, em troca, foram levantadas as sanções que tinham um forte impacto na economia iraniana.

Em 2018, o ex-presidente Donald Trump abandonou o acordo argumentando que não estava a ser respeitado pelo Irão e voltou a impor sanções a Teerão.

Durante a campanha eleitoral, o Presidente Joe Biden prometeu reactivar o acordo de modo a garantir que o Irão nunca consiga ter acesso à bomba nuclear.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG